A estratégia inspirada por futuros clientes para tomar decisões radicais

Para criar uma verdadeira cultura disruptiva, é necessário ter estratégia. É importante que ela não seja focada apenas no que um determinado departamento deseja. O grande erro das grandes empresas que visam às verdadeiras transformações é pensar estrategicamente tendo como foco o micro, o que acontece num setor, num andar.

Isso nunca dará bons resultados. A verdadeira estratégia para que as decisões radicais sejam tomadas é inspirada nos futuros clientes, pensa na companhia como algo único, com a mesma visão, sem divisões.

Outra falha comum cometida pelas empresas na aplicação da cultura da disrupção é não pensar nos futuros clientes, mas temer perdas momentâneas naqueles que estão, de certa forma, confiando em todos os produtos ou serviços oferecidas por ela. O medo interrompe toda disrupção e deixa as coisas como estão.