Preparando-se para o momento da mudança radical

Pesquisas rigorosas, transparência e não voltar atrás

Todo processo de transformação disruptiva só terá sucesso se for construído embasado em pesquisas rigorosas. Nelas, deve-se compreender a fundo as  tendências do mercado, suas transformações e questões comportamentais do perfil de cliente.

Para que tal processo seja apoiado por todos os funcionários, dos mais diversos segmentos e cargos, a pesquisa deve ser apoiada em transparência: onde estamos, aonde queremos chegar e quais os desafios a ser enfrentados são os principais termos a ser esclarecidos com o máximo de clareza, indicando os números construídos por tal pesquisas.

Há metáfora que fala em queimar os barcos para não voltar atrás. Esqueça o passado e olhe adiante, eliminando o que possa fazer sua equipe desistir da disrupção, para então ser um verdadeiro líder de um movimento disruptivo.

Líderes disruptivos

Se você já participou de uma manifestação esportiva, religiosa, política, ou mesmo  de uma marcha em prol de mais justiça social, vai entender melhor o que é um movimento disruptivo.

Nele é necessário ter um conjunto de metas para que as pessoas que o componham possam trabalhar juntas. A visão e o propósito de um movimento disruptivo fazem com que ele tenha vida própria e todos os envolvidos sabem onde se quer chegar.

Há líderes que começam esses movimentos para criar sua transformação, impulsionando-a por meio da estratégia de crescimento voltada a um entendimento do grupo sobre o que eles são e quais seus objetivos em comum. Afinal, se cada um busca uma coisa, ninguém chega a lugar algum.

A liderança só pode ser desenvolvida quando há um movimento coeso. E desenvolver novos líderes em um movimento disruptivo demanda identificar quem são os principais disruptores dentro do movimento. Em seguida, o aprimoramento das habilidades disruptivas os faz saírem de suas zonas de conforto.

Só é possível desenvolver um movimento disruptivo quando se incentiva o comportamento de líder para todos seus componentes.

Provoque a disrupção em sua cultura

Quando entendemos o que ela é, de fato, passamos a semear e difundir a cultura da disrupção. Para executá-la, também é muito produtivo incluir a disrupção em nossa cultura.

Ter em nossa cultura a permanente transformação irá nos levar do fator limitante para sermos um motor de crescimento, em todos os ambientes os quais frequentamos, tanto profissional quanto pessoalmente.

As empresas que fogem de estratégias inovadoras normalmente acreditam que é impossível mudar a própria cultura. Grande balela: tanto a implementação da cultura da disrupção quanto colocar a disrupção permanente em nossa cultura são tarefas que podem acontecer desde já, como um processo lento, mas necessário.

Com estratégia inspirada nos futuros clientes, liderança para criar um verdadeiro movimento de disruptores e mudando nossa cultura em prol da disrupção, é possível mudar, se transformar. E fazer história