O que o CEO da Y Combinator tem a dizer para fundadores de startups?

Y Combinator é uma das aceleradoras do Vale do Silício mais referenciadas no universo das startups. Fundada em 2005, ela contribuiu com o crescimento de empresas que já superaram o caráter de unicórnios (nome dado àquelas que atingir o valor de mercado de US$ 1 bilhão). Entre os nomes das startups aceleradas pela YC estão Airbbnb, Dropbox, Reddit, Coinbase, Rappi e Stripe.

Tal assertividade no mercado dá, convenhamos, certa autoridade à Y Combinator quando jovens empresas de tecnologia buscam orientações para se lançarem no mercado. Michael Seibel, sócio e CEO da Y Combinator, recentemente respondeu à perguntas no site Quora relacionadas a negócios para startups, com destaque para seus fundadores. Desde conselhos para pensar em ideias para startups aos maiores erros cometidos por empreendedores iniciantes, Seibel, faz ponderações valiosas. Abaixo, selecionamos as principais perguntas e conselhos dados pelo executivo.

Quais são as melhores formas de pensar em ideias para startups?

Michael Seibel – Sempre peço aos fundadores que pensem sobre o problema que viram em suas próprias vidas, na vida da família/amigos, em sua comunidade e em seus locais de trabalho. Em seguida, pense sobre frequência, intensidade, quão comum é o problema e se os usuários estariam dispostos a pagar por uma solução.

Quais são os principais erros que fundadores de primeira viagem cometem e como eles podem ser evitados?

Michael Seibel – Para equipes não técnicas: eles não têm meios para criar o produto. (Solução: aprenda a codificar, encontre um cofundador técnico, contrate um engenheiro de software em tempo integral.)

Para equipes técnicas: eles tentam resolver um problema que o usuário não tem ou um problema que não é intenso o suficiente para que o usuário gaste tempo e dinheiro em uma solução. (Solução: gaste um pouco mais de tempo com os usuários, validando que o problema existe. Pense na frequência/intensidade do problema, em quão difundida ela é e na disposição das pessoas em pagar por uma solução).

Michael Seibel, CEO da Y Combinator. Foto: Reprodução

Como uma startup sem modelo de receita consegue financiamento?

Michael Seibel – Na verdade, é muito raro uma startup não ter um modelo de receita. Eu assumo que startups que não têm modelo de receita como fundadores que, literalmente, não têm ideia de como sua empresa vai ganhar dinheiro. A maioria dos modelos de receita é bastante óbvia e pode ser copiada de outras empresas em seu espaço.

Qual é o conselho que você daria aos fundadores iniciantes de startups?

Michael Seibel – Deve haver algo que irracionalmente o vincule à sua startup, de modo que, quando parecer que você irá falhar, você não desista. Isso pode ser seus usuários, o problema que você está resolvendo, seus cofundadores, seu orgulho ou qualquer outra coisa. As startups são realmente difíceis, a taxa de sucesso é baixa e, muitas vezes, você precisa continuar trabalhando, mesmo quando a lógica disser para você desistir. Se você pode ficar com ela por tempo suficiente sem morrer – às vezes algo surpreendente acontece.

Quais são seus pensamentos sobre bootstrapping?

Michael Seibel – Acho que os fundadores geralmente acreditam que levantar dinheiro é um dos primeiros passos para criar uma startup. Como resultado, eles trabalham em seus pitches em vez do produto. Aos fundadores iniciantes, sempre os encorajo a se concentrar em um problema que você está interessado em resolver, encontrar um cofundador com quem você gosta de trabalhar, construir um MVP rapidamente e obter alguns clientes/usuários. Se você precisar de bootstrap, a fim de pagar as contas durante este processo, está totalmente de acordo.

O que separa os 10% melhores CEOs de startups do resto do pacote?

Michael Seibel – Eles se comunicam claramente, se movimentam rapidamente e entendem o problema que estão resolvendo o suficiente para atrair os primeiros usuários. Como consultor, você deseja, organicamente, passar mais tempo com esses tipos de fundadores, porque conversar com eles é divertido e eles usam partes de seus conselhos como ponto de partida para realizar mais do que você poderia imaginar.

Fonte: https://itmidia.com/o-que-o-ceo-da-y-combinator-tem-a-dizer-para-fundadores-de-startups/